A Tendência da Googletização dos Ambientes de Trabalho!

A Tendência da Googletização dos Ambientes de Trabalho!

De modo simples, tornar algo “mais Google” é o mesmo que inovar ou pensar em formas diferentes de fazer o que precisa ser feito, por exemplo: o ambiente de trabalho. Será que googletizar o espaço de trabalho realmente significa ter pessoas trabalhando em poltronas coloridas e escorregadores ligando uma sala a outra?

A resposta é: não. Confira nosso novo conteúdo do Blog e descubra como empresas de todos os portes podem aderir a esta ideia!

 


 

A ideia de criar escritórios mais atraentes na verdade tem um propósito bastante simples: inspirar os colaboradores com um formato de trabalhar mais confortável, mais colaborativo e humano. A tradução deste conceito em espaços de trabalhos reais pode (e deve) variar bastante, respeitando a cultura da empresa e o objetivo desta repaginação no espaço.

 

O objetivo é melhorar a comunicação e colaboração entre as equipes?

Como fazer: flexibilizar a organização das mesas, permitindo a movimentação de peças ou superfícies conforme a necessidade. Por exemplo, em uma reunião, mudar a organização das mesas e cadeiras. Ou oferecer espaços mais integrados, substituindo divisórias e paredes por uma sala maior com estações de trabalho diferenciadas, com sofás, mesas diferentes, áreas internas e externas, bancadas, etc.

 

Precisa aumentar a criatividade ou produtividade de setores específicos?

Como fazer: se possibilitar o trabalho home office (em casa ou remoto) não é uma opção, traga o conforto para dentro do escritório. Um toque de decoração, paisagismo ou mais acesso de luz natural nos espaços internos já criam um ponto de escape da monotonia de cores sóbrias.

 

Ou criar o senso de pertencimento, o famoso “vestir a camisa da empresa”?

Como fazer: aqui a estratégia é demonstrar a valorização no colaborador por intermédio do ambiente. Embora pareça mais abstrato que as ações anteriores, esta é a chave de toda a montagem destes espaços.

Se a pressão de prazos e metas são fatores constantes na sua área, possuir ambientes externos para uma mudança de ambiente podem ajudar a equipe a respirar, caminhar e se alongar um pouco, fora da sua mesa. Outra opção para reduzir o estresse, são os dias de pet, uma iniciativa cada vez mais comuns em empresas ao redor do globo.

Se sua empresa possui um número significativo de colaboradores que moram em bairros mais afastados ou possui jornadas em horários alternativos, que tal oferecer um espaço para banho ou descanso?

Por último, se ao redor de sua empresa não existem muitas opções de alimentação, avalie oferecer micro markets, uma versão de loja de conveniência dentro de ambientes compartilhados. Permitir que os funcionários possam consumir algum lanche ou bebida ao longo do trabalho é uma boa prática já enraizada em empresas como a própria Google.

 


 

Mas não se engane! Googletizar não é algo que precise ser feito apenas em escritórios de grande porte ou startups de tecnologia. O foco é tornar o espaço mais convidativo, uma vez que passamos pelo menos 1 terço do dia dentro dele. Então o investimento neste espaço não precisa ser drástico, caro ou totalmente inovador. Para você se inspirar, veja o exemplo em um parceiro da Mercearia Pronta que já trouxe este conceito para dentro do ambiente de trabalho:

Escriba Informática

Com sede em Curitiba e atuação em 21 estados do país, a marca torna cartórios e tabelionatos mais automatizados e ágeis com desenvolvimento de softwares e soluções de gestão.

Quer conhecer um pouco mais sobre a participação da Mercearia Pronta na Googletização dos ambientes de trabalho em empresas como estas? Conheça nosso Honest Market, a micro loja de conveniência baseada na confiança, em nosso site e acompanhe nossa próxima newsletter para mais detalhes e o depoimento de alguns parceiros desta ideia.

6 ações que farão sua equipe mais feliz em 2020

6 ações que farão sua equipe mais feliz em 2020

Cada vez mais empresas de todos os portes vem investindo em inovações internas com foco nos colaboradores e, em 2020, essa ação está se mostrando com ainda mais peso e urgência.

A experiência do consumidor ou do usuário não é novidade (embora sua importância só tende a crescer), mas o que dizer da experiência do funcionário?

Essa abordagem, também bastante conhecida pelo seu termo em inglês – Employee Experience¸ não é nada além de ações para o bem-estar e felicidade da sua equipe.

Por que vale a pena pensar a respeito?

✓ Redução de rotatividade;

✓ Aumento da motivação e produtividade;

✓ Mais qualidade de vida;

✓ Endomarketing;

✓ Baixo custo de implantação.

E o melhor? É possível em todas as empresas, independente do porte que a sua tenha atualmente.

Para saber como, confira algumas ações internas que você pode incorporar na sua empresa para testar a Experiência do Funcionário na prática!

 

1. Cuidar da saúde física. Crie incentivos para o uso de bicicletas. Além do fator ambiental, a saúde do funcionário também agradece! Apenas instalar um local próprio para guardar as bicicletas de quem optar por utilizar como meio de transporte, não apenas incentiva, como mostra atenção e suporte da empresa.

2. Opções de snacks dentro da empresa. Variedade de opções sem precisar ir longe é entregar conforto. Embora cada colaborador costume ter seu próprio VR/VA e tenha uma rotina de onde fazer suas refeições durante o expediente, a fome não tem hora para aparecer. Criar parcerias com marcas que oferecem opções de alimentação ou snacks para saciar a vontade de um lanche no meio da tarde, a vontade de comer um docinho ou com snacks mais saudáveis para completar o cardápio não só otimiza as pausas de intervalo, como deixa o colaborador mais feliz e confortável.

 

3. Movimentar-se! Todos podem se movimentar! Manter o ritmo em alta durante o expediente sem desgastar o corpo é praticamente impossível, mas a ginástica laboral pode aliviar e muito as consequências disso. Opções personalizadas para espaços corporativos, como uma sala de reunião ou sua própria mesa de trabalho, já existem! Um exemplo, é o Yoga Laboral, uma prática que independe de acessórios técnicos e trabalha desde o bem-estar físico, até o mental, com a respiração e concentração.

 

4. Preste atenção à saúde emocional! Fique de olho na postura do funcionário! E quando falamos de postura, é fisicamente mesmo, quase como ter um funcionário zumbi. Um funcionário infeliz, é um funcionário desapegado, que pode facilmente mudar de empresa por motivos simples. Por outro lado, colaboradores felizes produzem cerca de 20% a mais que os outros, além de poderem aumentar as vendas em 37%! Como resolver isso? Promova ações que diminuam o isolamento e promova interações, a coletividade.

 

5.  Participação em momentos de especiais. Incorpore pequenas comemorações na rotina. Não estamos falando apenas de aniversários de funcionários ou confraternizações de setores ou da empresa! Permitir que as épocas do ano, como feriados nacionais, tenham seu pequeno espaço dentro do ambiente de trabalho e que os funcionários façam parte disto. Seja ajudando na decoração, em ideias para estratégias promocionais ou até mesmo sugestões de bonificações para a própria equipe. Isto aumenta o senso de pertencimento à marca e à equipe.

 

6. Pets! Que tal um Dia do Pet ou uma agenda de visitas dos pets? Pode parecer uma ideia um tanto quanto barulhenta ou agitada, mas os bichinhos reduzem o nível de estresse de toda a equipe, além de promover maior interação entre os funcionários. Algumas empresas, como o Grupo Zap, já possuem até um pet-mascote da própria empresa!

 

Para receber novas publicações e novidades exclusivas, preencha o formulário abaixo e não se esqueça de conhecer mais sobre a Mercearia Pronta e o Honest Market – a mini loja baseada na confiança.